Oração de Santo Antônio: silêncio interior para ouvir Deus

Moacir Beggo

 Rio de Janeiro (RJ) – O segundo dia da Trezena de Santo Antônio, no Convento dedicado a este santo franciscano, no Largo da Carioca, teve como pregador o pároco da Rocinha, Frei Roberto Ishara, que abordou o tema da oração, partindo de uma definição de Santo Antônio: “A oração precisa de uma atmosfera de silêncio que não coincide com o desapego do rumor externo, mas é experiência interior, que tem por finalidade remover as distrações causadas pelas preocupações da alma, criando o silêncio na própria alma”.

Segundo Frei Roberto, temos o costume de entender oração falando muito com Deus, conversando, pedindo ou agradecendo. “Mas Santo Antônio ensina que oração é atingir o silêncio interior para ouvir Deus. É Deus falando para mim”, explicou Frei Roberto, que revelou aos fiéis devotos presentes na capela do Convento, neste sábado, às 10 horas, que estava realizando um sonho ao celebrar pela primeira vez, desde que se tornou padre, no altar do Convento Santo Antônio. Frei Roberto teve como concelebrante Frei Odécio Lima.

Frei Roberto também ressaltou que Santo Antônio discorre sobre a oração como uma relação de amor, criando uma alegria que envolve a alma em oração. “Mais do que diálogo, a oração é unir-se a Deus a ponto de ser tomado por Deus. E por isso que, quando estava rezando, recebeu o Menino Jesus no colo”, disse, explicando que, certa vez, o frade precisou de alojamento em Pádua e um nobre senhor o acolheu em sua casa. Uma noite, vendo do lado de fora do quarto de Frei Antônio alguns raios de luz, aproximou-se e viu o Santo segurando nos braços um gracioso Menino que suavemente o acariciava. “Rezar é estar extasiado, estar maravilhado com o amor de Deus. É estar em união íntima com Deus. Rezar é sentir-se amado por Deus”, completou.

Antes de falar sobre o tema do dia da Trezena, Frei Roberto falou resumidamente um pouco da vida deste santo franciscano e dos seus milagres. Ele terminou a Celebração Eucarística como sempre gosta de fazer: no meio do povo. Com a relíquia de Santo Antônio nas mãos, abençoou e abraçou os fiéis.

O TAU DAS MISSÕES FRANCISCANAS NO CONVENTO

A Celebração Eucarística deste sábado marcou também a chegada do símbolo das Missões Franciscanas da Juventude. Depois de percorrer todas as Paróquias franciscanas no Rio de Janeiro, o Tau ficará no Convento Santo Antônio até o início das Missões, no próximo dia 17 de julho.

Este símbolo foi trazido da Rocinha por Frei Roberto e pelo jovem Nicolas Pereira Rodrigues, que faz parte da Comissão Organizadora que prepara as Missões para receber os jovens de todo os cinco estados em que a Província Franciscana da Imaculada Conceição está presente.

Frei Roberto aproveitou para explicar o significado do Tau durante a Celebração. Segundo ele, é a última letra do alfabeto hebraico, que aparece citada em Ezequiel 9, 1-7 e foi adotada como símbolo da Ordem Franciscana pelo seu fundador São Francisco de Assis.

Segundo Nicolas, as Missões começam na tarde do dia 17 de julho na Catedral do Rio de Janeiro. Em seguida, os jovens serão enviados em missão nas Paróquias Franciscanas no estado e voltarão a se encontrar na Missa de encerramento, na Praia de São Conrado. Dali, irão conhecer e almoçar com a Comunidade da Rocinha. “Estou muito ansioso por esse momento. Minha principal experiência como jovem foi nas Missões de Bauru. Espero que outros jovens sintam isso e possam ter esse encontro com Deus, como eu tive no ano passado”, revelou o estudante de 17 anos.

Nicolas convida a todos os jovens para participar deste grande encontro e adianta que serão bem acolhidos pelo povo como se pôde ver durante a Jornada Mundial da Juventude, que recebeu jovens de todo o mundo. “A violência hoje não é exclusividade do Rio. Ter medo é natural, mesmo para nós que moramos aqui. Mas a gente vai estar com Deus, e, juntos, com fé e confiança, estaremos em segurança”, acredita Nicolas, que participa ativamente da liturgia, catequese e catecumenato da Paróquia da Rocinha.

Neste domingo, a Trezena de Santo Antônio, às 10 horas, estará em sintonia com a liturgia solene da Ascensão do Senhor e terá como tema “Santo Antônio e o Céu”.


VEJA MAIS IMAGENS DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA E DA TREZENA