O Convento do Largo da Carioca

O Convento de Santo Antônio foi, no século XVIII, um centro intelectual muito apreciado, “um viveiro de ciências”, como o classificou o historiador Frei Basílio Röwer. Mas foi também um caldeirão político, reunindo-se nele os próceres pró Independência do Brasil, liderados pelo ativíssimo Frei Francisco de Santa Teresa de Jesus Sampaio.

Além disso, nunca deixou de ser um abrigo para os pobres, sempre os servindo com o tradicional “Pão de Santo Antônio”. Centro intelectual, caldeirão político e casa e mesa dos pobres. E, por origem, igreja e santuário, no qual viveu o santinho Frei Fabiano de Cristo e no qual foi ordenado padre o primeiro santo brasileiro, Frei Antônio de Santana Galvão.

A pedra fundamental do nosso Convento foi lançada no dia 04 de junho de 1608, há 411 anos, carregada e assentada pelo Governador da cidade. Desde então, o Convento se alteia por sobre o Largo da Carioca e a ele acorrem, a cada terça feira, mais de mil pessoas. Atualmente, se encontra em estado de restauro. Já foi esplendoroso. Hoje, está lastimavelmente escalavrado. Mas, com as bênçãos do nosso Santo e a ajuda dos fieis, voltará a seu antigo esplendor. O Convento não é dos Freis, é monumento da história de nossa querida Cidade Maravilhosa.